Lenovo é multada em US$ 3,5 milhões

44737
0
Share:

A fabricante de computadores Lenovo, vai ter que pagar US$ 3,5 milhões (cerca de R$ 11 milhões) e fazer mudanças na forma como vende laptops para resolver alegações de que vendeu dispositivos com software que comprometeu as proteções de segurança dos usuários. O acordo com o estado de Connecticut, com a Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos (FTC, na sigla em inglês) e outros 31 Estados dos EUA foi anunciado nesta terça-feira.

Entre 2014 e 2015, a Lenovo pré-instalou um adware chamado Superfish em seus notebooks, que podia interecptar o tráfego de internet dos usuários e podia acessar informações como credenciais de login, senhas e mais. A estimativa é que 750.000 máquinas da empresa tenham sido afetadas pelo software espião.

A Lenovo afirmou que não há registros de que algum consumidor tenha sido lesado pela falha de segurança, e a empresa chegou a liberar uma ferramenta para remover o VisualDiscovery dos computadores que contavam com o software pré-instalado. Isso porque era virtualmente impossível desinstalar o adware da Superfish por métodos tradicionais oferecidos pelo Windows.


Share:

Leave a reply